Morde e assopra...! Em nota, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, diz que não pretendia criticar o Carnaval com vídeo no Twitter.

by - quinta-feira, março 07, 2019

Morde e assopra...! Em nota, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro,  diz que não pretendia criticar o Carnaval com vídeo no Twitter.


Hum...! Causor...! Pois é, depois de ficar mal na foto até mesmo com o os seus próprios eleitores, no Brasil, o Palácio do Planalto,  negou que o presidente da Republica, Jair Bolsonaro(PSL) teve intenção de “criticar o carnaval de forma genérica” ao compartilhar um vídeo obsceno e associá-lo aos blocos de carnaval. Em nota, o Planalto afirma que Bolsonaro quis “caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular”. No texto, a assessoria do Planalto diz que o vídeo postado na rede social do presidente possui cenas que escandalizaram não só Bolsonaro, mas grande parte da sociedade. “É um crime, tipificado na legislação brasileira, que violenta familiares e as tradições culturais do carnaval”, diz outro item da nota sobre o vídeo. Na publicação, divulgada na terça-feira( 05/03), Bolsonaro afirmou que “é isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro”. E recomendou que seus seguidores comentassem e tirassem suas conclusões. Confira a nota na íntegra:

"A respeito de publicação realizada na conta pessoal do Presidente da República, em 5 de março, convém esclarecer que:
– No vídeo, postado pelo Sr Presidente da República em sua conta pessoal de uma rede social, há cenas que escandalizaram, não só o próprio Presidente, bem como grande parte da sociedade.
– É um crime, tipificado na legislação brasileira, que violenta os valores familiares e as tradições culturais do carnaval.
– Não houve intenção de criticar o carnaval de forma genérica, mas sim caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular".

You May Also Like

0 Comments