quarta-feira, junho 06, 2018

Coisinhas do Brasil...! Ciro Gomes solta o verbo e chama Jair Bolsonaro: de maluco, de boçal e ...

Resultado de imagem para ciro gomes

Hum...! Já começou...! Pois é, o festival de horrores e baixarias, costumeiras em campanhas politicas no Brasil, já deu o ar da graça antes mesmo da campanha 2018, propriamente dita ir para as ruas. Segundo uma publicação do jornal O Globo, o pré-candidato  à Presidência da República, Ciro Gomes(PDT),  partiu para cima do também presidenciável,  Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta-feira( 06/06). Em sabatina do jornal “Correio Braziliense”, Ciro chamou o seu concorrente  de “maluco”, “boçal”, “despreparado” e “um câncer a ser extirpado”. Quando falava sobre tributação, Ciro criticou a resposta dada por Jair Bolsonaro sobre o assunto, em entrevista dada no mesmo dia. De acordo com o Ciro, o Brasil precisa ter uma tributação mais progressiva sobre herança e renda e,  é preciso”diminuir a incidência de impostos sobre a classe média, principalmente sobre o imposto de renda”. " O líder nas pesquisas disse que não vai tributar herança, nada. Então, de onde virá o dinheiro? Vão entregar o cargo a um boçal, a um despreparado? Os democratas têm obrigação de chamá-lo de boçal e despreparado. E os democratas tem obrigação de extirpar esse câncer enquanto ainda pode ser extirpado ,  atacou Ciro. O pedetista também criticou o presidente da República, Michel Temer(MDB), por fazer parte de um “grupo criminoso”. E disse que o senador Romero Jucá (MDB-RR) não fará parte de um governo seu, pois não irá negociar com “ladrão”. " Quando fui deputado, entrei na Câmara e tive uma desilusão muito grande. Quem mandava era Michel Temer e Eduardo Cunha. Um já está cadeia, e o outro ainda vai". Durante a sabatina, também sobrou para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso(PSDB), que foi alfinetado  no momento em que Ciro Gomes ,  explicava sua proposta para a aposentadoria. O pré-candidato propõe retirar do custo do regime da Previdência as aposentadorias rurais, que passariam a ser incluídas na conta do Tesouro. Seria criado um sistema de capitalização de aposentadoria, de caráter público. E propõe que todos tenham direito a um salário mínimo, tendo ou não contribuído. Ele disse que a transição será difícil e que ainda está calculando os impactos. "É difícil, fácil é dar aula de sociologia, como o Fernando Henrique faz", disse Ciro.

Fonte: O Globo
Foto: PDT