segunda-feira, abril 30, 2018

De olho no mundo...! Duplo atentado em Cabul ,no Afeganistão , deixa 25 mortos, incluindo 9 jornalistas, diz EFE.


Policiais ajudam jornalistas vítimas de ataque no Afeganistão: Policiais ajudam jornalistas vítimas de ataque em Cabul, Afeganistão – 30/04/2018


Hum...! Tristeza...! Ao menos 25 pessoas, incluindo 9 jornalistas, morreram em 2 atentados suicidas nesta segunda-feira( 30/04),  em Cabul, capital do Afeganistão. O segundo ataque foi dirigido especificamente contra a imprensa,  que havia se dirigido para o local do primeiro atentado. O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou os ataques. Em um comunicado divulgado por sua agência de propaganda Amaq, o grupo afirma que o primeiro atentado atingiu a sede em Cabul do serviço de inteligência e das forças de segurança afegãs e o segundo os jornalistas que seguiram para o local. “Os apóstatas das forças de segurança, dos meios de comunicação e outras pessoas compareceram ao local da operação, onde um irmão os surpreendeu com seu colete de explosivos”, completou o braço do EI no Afeganistão. O comunicado identifica o primeiro homem-bomba como Kaaka al-Kurdi, o que sugere que era de origem curda, e o segundo como Khalil al Qurashi. O ministério do Interior divulgou um balanço de 25 mortos e 49 feridos. A agência EFE divulgou que o número de jornalistas mortos foi de 9, porém o porta-voz do ministério¸ Najib Danish, confirmou até o momento a morte de  6 jornalistas  e 4 policiais. 

Ver imagem no Twitter

Entre os jornalistas mortos está, Shah Marai, diretor do departamento de fotografia do escritório da agência AFP em Cabul, que seguiu para o local da primeira explosão e morreu na segunda detonação, que aconteceu 30 minutos após o ataque inicial.Marai trabalhava desde 1996 para a AFP e cobriu amplamente a situação no país sob o regime talibã e a invasão americana do Afeganistão em 2001, posterior aos atentados da Al-Qaeda em Nova York e Washington, nos EUA. “Minhas melhores recordações são as de quando eu supero a concorrência com as melhores fotografias do presidente ou de outra pessoa, ou da cena de um ataque. Gosto de ser o primeiro”, declarou Shah Marai sobre seu trabalho.

Fonte: Veja.com