terça-feira, março 06, 2018

Bem feito...! Armaou e se deu mal




Hum...! Armou e se deu mal...! Pois é, conforme foi divulgado no fim de semana, a TV Globo identificou quem divulgou, sem autorização, imagens íntimas da atriz Paolla Oliveira, durante a gravação da série "Assédio", que deverá estrear em breve. Após o operador de câmera freelancer assumir a culpa, a emissora o baniu de qualquer trabalho na empresa.Além disto, entre cineastas, produtoras e roteiristas estão fazendo uma campanha para manter o profissional afastado de qualquer produção. A TV Globo e a produtora afirmaram repudiar a divulgação das fotos. Paolla também desabafou sobre o assunto. "Até quando a invasão da privacidade de um ser humano, o desrespeito a um ambiente de trabalho e a atitude desonesta de trair a confiança de colegas de trabalho serão tratados como um ato de esperteza em nossa sociedade? Esta é a pergunta que me faço e gostaria de compartilhar com todos. Sou atriz e estou trabalhando em uma série que se chama Assédio, uma produção da Globo com a O2 Filmes. Em um ambiente controlado, fechado e profissional, um criminoso (não há outra palavra que o defina – pois o que foi feito é crime) resolveu fazer fotos clandestinas de um momento mais sensual da série e divulgar em redes sociais. O que para mim é trabalho se transformou em oportunidade para alguém tentar tirar vantagens. O que esta pessoa ganhou com isso? Dinheiro, fama, cliques, likes, popularidade? Pouco importa. Pois o que ele (ou ela) fez para obter isso é crime previsto na lei. Em um momento em que todos estamos buscando uma sociedade mais correta, não há mais espaço para considerarmos esperteza o que é um desrespeito. As autoridades já foram acionadas para que esta atitude seja punida exemplarmente, e qualquer pessoa possa trabalhar dignamente, sem correr o risco de ter a sua intimidade exposta, explorada, desrespeitada por invasores, covardes e criminosos", escreveu em seu Instagram.