segunda-feira, março 26, 2018

Arrasou de novo...! "Só os homens fracos não apoiam as mulheres", disse Eddie Vedder, em apoio a igualdade de gênero..

Eddie Vedder deu show não apenas nos vocais, mas ao discursar a favor da igualdade de direitos entre homens e mulheres.


Hum...! Muito tudo...! Pois é, o cantor tudo de bom.com, Eddie Vedder, líder do Pearl Jam, deu o recado em alto e bom som (e que som!) para o público que lotou as dependências do Autódromo de Interlagos,  na noite do último  sábado (24/03) e acompanhou o show que encerrou, com muito rock, o segundo dia do Lollapalooza 2018. No final de "Better man", Eddie Vedder fez um discurso de apoio às mulheres. Um grande coro aqui. Realmente, boa versão, como sempre. #LollaBR O vocalista repetiu o que já havia feito no show realizado no Maracanã na última quarta-feira (21/03) e, no fim da música Better Man, puxou o coro defendendo igualdade de direitos entre homens e mulheres e elogiando o público masculino,  que também defende a ideia."Essa é para os homens fortes o bastante que também ajudam na luta pela igualdade".  Durante as mais de 2 horas de show que sacudiram Interlagos, Eddie Vedder, encontrou tempo para entoar novos hits, como You Cant' Denie Me, e sucessos imortais dos anos 90, cantados em coro pela multidão - Even Flow e Alive. A música que ninguém esperava, no entanto, foi cantada em português de um modo simpático, como de costume: Vedder puxou o tradiconal Parabéns a Você para homenagear "Perry Farrell", integrante da banda Jane's Addiction e criador do Lollapalooza. O momento ainda teve comemoração com bolo, velinhas e taças de vinho, além de um dueto de um dos maiores clássicos do Jane's: Mountain Song. 'Marche pelas nossas Vidas'. Eddie Vedder não deixou passar também o movimento que envolveu mais de 800 cidades norte-americanas no sábado para protestar contra as armas de fogo naquele  país. "Esses jovens estão mudando o mundo para melhor e estamos orgulhosos deles. Nossos países vivem momentos parecidos. Lidamos com muita merda e isso tem que parar".