sexta-feira, fevereiro 02, 2018

Me engana que gosto...! Por falta de tempo, Michel Temer não faz prova de vida e está há 2 meses sem aposentadoria


Presidente Michel Temer, em 21/12/2017


Hum...! Me engana que eu gosto...! Pois é, dizendo assim quase ninguém acredita, né? Mas, o presidente Michel Temer (MDB) ficou 2 meses sem sua aposentadoria como procurador do estado de São Paulo, por não fazer o recadastramento anual obrigatório para provar que está vivo, segundo informações da São Paulo Previdência (SPPrev) ao site EXAME. Segundo a publicação o  emedebista que completou 77 anos no último dia( 23/09), deveria ter comparecido a qualquer agência do Banco do Brasil ou em uma das unidades de atendimento presencial da SPPRev para realizar o procedimento de prova de vida. Como o recadastramento não foi feito, o benefício foi suspenso automaticamente, mas a “situação já está sendo regularizada”, informa o órgão em nota. Servidor do estado de São Paulo aposentado desde 1999, quando tinha 58 anos, Temer está sem a aposentadoria desde novembro de 2017. O último pagamento registrado ao presidente é de outubro.Dados do Portal da Transparência do Estado de São Paulo mostram que a remuneração integral destinada a ele naquele mês foi de R$ 45.055,99. Com o abatimento do teto previsto, o pagamento final ao presidente foi de R$ 22.209,94. Além da aposentadoria, Temer também recebe um salário por ser presidente da República. Na teoria, ele deveria ganhar 30,9 mil reais para desempenhar a função. Mas, nesse caso, também há abatimento salarial. Em outubro, foram descontado R$ 27.784,94 dos rendimentos do chefe do Executivo Federal, o que rendeu 2,7 mil reais ao emedebista. Em novembro, mesmo sem a aposentadoria da SPPrev, o salário de Temer como presidente também foi deduzido e ficou em R$ 3.896,82, segundo o Portal da Transparência do Governo Federal.Ao jornal O Globo, a Secretaria de Comunicação da Presidência afirmou que Temer ainda não fez o recadastramento por “falta de tempo”, mas que irá regularizar sua situação em breve. Segundo a SPPrev, quando fizer a prova de vida, o presidente volta a ganhar o salário de 22,2 mil reais. Do Blog: Me engana que  eu gosto, ele não fez ainda porque não precisa.

Fonte:  Exame.com