sábado, novembro 18, 2017

Abrindo o jogo...!Alexandre Frota fala sobre cirurgia para implantar prótese peniana






Hum...!Mais polêmica...! O multimais, ator e diretor, o tudo de bom.com, Alexandre Frota teve o seu nome envolvido em mais uma polêmica. O ator travou uma batalha judicial com um plano de saúde para conseguir o implante de uma prótese peniana. O caso ficou em segredo de justiça desde 2014, quando uma decisão judicial tornou o caso público, nas últimas semanas.  De acordo com o processo, Frota procurou um médico se queixando de uma dor extrema na região peniana próxima ao escroto (região penescrotal). Na consulta, disse que estava com “dificuldades extremas em obter uma ereção peniana satisfatória, que permitisse ao mesmo a realização do ato sexual”. O médico, Dr. Carlos Augusto Cruz, diagnosticou o paciente como portador de disfunção erétil por “doença erétil venosa e doença peyronie”. A defesa de Alexandre Frota disse que o ator foi submetido a diversos tratamentos e a resposta não foi satisfatória, chamando atenção para a parte emocional do seu cliente: “A incapacidade de obter ereção necessária vem o abalando (sic), uma vez que sempre teve vida sexual ativa com a sua parceira”, disse. O ator então procurou a Justiça, pois o plano queria cobrir uma prótese peniana não inflável. Segundo a defesa, este modelo, “além de não restabelecer as funções físicas de forma satisfatória, pois não atinge o mesmo nível de ereção e espessura de uma prótese inflável de 3 volumes, causa inibição e constrangimento ao paciente, pois o pênis permanecerá sempre em posição de ereção, o que pode provocar constrangimentos psicológicos em locais de convívio social como praias, piscinas, saunas e tem restrições à prática de exercícios físicos, muitas vezes necessários por recomendação médica, ou pode se afastar do convívio familiar por constrangimento, como por exemplo, receio que uma criança da família possa perceber o implante não inflável perante os demais membros da família”. Agora, Alexandre Frota, conhecido por atacar inimigos políticos com apelidos como “pinto mole”, decidiu se manifestar sobre o caso. Ao jornalista Léo Dias, o ator disse que exigiu que o plano de saúde cobrisse um tratamento adequado, caso contrário, ele poderia ter que usar prótese.“Procurei o médico porque notei uma deformidade na base do pênis e foi diagnosticado doença peyronie. Nunca tive e nem tenho problemas de ereção”, explicou o famoso.  Sobre o processo se tornar público, Frota disse: “O juiz Guilherme Madeira Dezem da 44ª Vara Cível, que trabalha em diversas questões jurídicas de interesse LGBT, foi quem resolveu tirar a tarja do meu processo e torná-lo público. Em seu despacho, o juiz diz que acordou preocupado com 52 processos arquivados em segredo de Justiça e resolveu justamente pegar o meu processo e divulgá-lo”.