domingo, outubro 15, 2017

Mais junto do que nunca...! Shakira e Piquet, um lindo casal


Shakira posa com Piqué


Hum...! Falando sobre...! Em meio a boatos de separação, abalados depois de fotos e mensagens apaixonadas na redes sociais, a musa colombiana Shakira abriu o coração sobre o relacionamento com o jogador espanhol, o tudo de bom.com, Gerard Piqué. A estrela latina defendeu o maridón na controvérsia sobre o apoio ao referendo separatista catalão e revelou que o atleta foi um "doce castigo do destino" em sua vida. A cantora concedeu entrevista exclusiva à jornalista italiana Silvia Toffanin, do "Canale 5". Na conversa, publicada neste sábado( 14/10), Shakira destacou que a união a transformou. "Se eu me revolucionei nestes seis anos de convivência? Sim, definitivamente. Antes, eu sempre dizia 'com um jogador de futebol, jamais'. Nunca havia me imaginado em casal com um jogador de futebol. Foi um doce castigo do destino", explicou a artista. Shakira frisou que ela e Piqué se complementam: fazem aniversário no mesmo, 2 de fevereiro, e são intensos, vivem tudo ao máximo. Mas a colombiana reconheceu que, enquanto o marido é mais tranquilo, ela é mais dramática. A cantora não descartou a chegada de um terceiro filho, mas disse não ser a intenção no momento. "Um terceiro filho? Se chegar, será bem-vindo. Mas, neste momento, com 2 filhos que são como 6... Não sabe como eles são! Se movem como um ioiô o dia todo. São muito divertidos, mas, às onze da noite, estou feito pó", ressaltou a estrela. A artista exaltou os valores de Piqué, criticado por espanhóis depois de defender e ir votar no referendo separatista da Catalunha. Ela destacou que "não há dinheiro nem nada que o compre" para longe da ideologia catalã, com o qual o jogador cresceu. Os catalães votaram "sim" por um Estado autônomo, mas Madri não aceita a ruptura. "A lealdade e a fidelidade de Gerard são todas do Barça. É um difícil encontrar um jogador assim, porque os jogadores de futebol são mercenários em certo sentido: vão e vêm, vão de uma equipe a outra", opinou.

Fonte: Extra