Com pesares...! O mundo chora a morte do icone da comédia, Jerry Liwis

by - segunda-feira, agosto 21, 2017

Jerry Lewis (Foto: Getty Images)


Hum...! Gente que deixou saudades...! Isso mesmo, poucos nomes na história do cinema mundial, representaram todo um gênero e sua época como o icone Jerry Lewis, que morreu neste domingo  dia (20/08), aos 91 anos de idade em Las Vegas, nos EUA. Resposável por alguns clássicos da comédia, como 'O Professor Aloprado' (1963), 'O Mensageiro Trapalhão' (1960) e 'Bagunceiro Arrumadinho' (1964). Ele ficou mundialmente conhecido   pela parceria com Dean Martin. Foram mais de 50 filmes e um legado inigualável, como demostrado em remakes, "herdeiros" confessos como Eddie Murphy e Jim Carrey e na homenagem de 'O Rei da Comédia' (1983) dirigida por Martin Scorsese e no qual contracenou com Robert DeNiro. Lewis acumulou diversos problemas de saúde nos últimos anos, como câncer de próstata, dependência de drogas, fibrose pulmonar e cirurgia cardíaca. Suas últimas participações no cinema foram pontas em 'A Sacada' (2016) e 'Até que a Sorte nos Separe 2' (2013), produção brasileira estrelada por Leandro Hassum. O artista também fez história com o telethon anual do Dia do Trabalho para a Associação de Distrofia Muscular, a partir dos anos 1950. Chegou a arrecadar mais de US$ 1,5 bilhão. Apesar de enfrentar um certo ceticismo da crítica norte-americana, ele fez sucesso na Europa, em especial na França, que desde o início entendeu a proposta de seu cinema que tinha o escracho como linguagem. Recebeu diversos prêmios como o American Comedy Awards, The Golden Camera, Los Angeles Film Critics Association e do Festival de Veneza, além de ter duas estrelas na Calçada da Fama. Em 2005, recebeu o Governors Award da Academia de Artes e Ciências Televisivas. E também um prêmio do Oscar por seu trabalho humanitário. 

Fonte: Monet




You May Also Like

0 Comments