terça-feira, julho 25, 2017

Só depois...! Conclusão de obras da Reta Tabajara no RN, poderá ser adiada para abril de 2018


Hum...! Dando o que falar...! O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), por meio de seu superintendente Willy Saldanha, se reúne, nesta terça-feira( 25/07), com representantes da IVAI Construtora de Obras, empresa responsável pela execução das obras da duplicação da Reta Tabajara, para organizar a documentação necessária pedida pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que paralisou as atividades desde o último 25 de abril. “A obra foi suspensa cautelarmente pelo Tribunal de Contas da União, que fez uma auditoria, onde foram apontados indícios de irregularidades. Eles solicitaram algumas repostas técnicas, e elaboramos essa reposta, que foi encaminhada para lá em maio. Em retorno, eles solicitaram uma complementação. Daí fizemos a Matriz de Responsabilidade com todos os envolvidos – a construtora, o Dnit, a empresa supervisora e a projetista –, e distribuímos as responsabilidades. Cada parte está elaborando essas respostas e dados técnicos, e nesta terça-feira teremos uma reunião para juntar toda essa documentação e vamos encaminhá-la ao TCU”, explicou o superintendente em entrevista concedida ao Agora Jornal.Por causa da paralisação, o prazo da conclusão da Reta, será postergado pela quantidade de meses em que ela estiver parada. Caso o TCU aceite a documentação do Dnit e permita a continuidade das obras, o plano original de finalizá-las em janeiro de 2018 será adiada para abril do mesmo ano. Até a paralisação, apenas 8% das obras haviam sido executadas