sexta-feira, junho 23, 2017

Mal na fita...! Preocupada com a Lava Jato, premiê da Noruega coloca o presidente do Brasil, Michel Temer, na maior saia justa e cobra "Limpeza"


Temer é recebido sob protestos em reunião com governo da Noruega


Hum...! Coisinhas do Brasil da corrupção...! O presidente da republica do Brasil, Michel Temer(PMDB),  foi colocado em uma saia justa nesta sexta-feira(23/06),  durante encontro oficial com a primeira-ministra da Noruega, a tudo de bom.com Erna Solberg, em Oslo. A premiê teceu duras críticas sobre a corrupção no país e repreendeu o Brasil pelo aumento do desmatamento das florestas tropicais, durante entrevista conjunta após a reunião. Solberg ainda anunciou que seu governo irá reduzir o investimento no fundo de proteção da floresta Amazônica. “Estamos preocupados com a Lava Jato. É preciso fazer uma limpeza e encontrar uma solução”, afirmou Solberg a jornalistas, ao lado de Michel  Temer. Segundo ela, o Brasil vive uma época de “desafios” e “turbulência”. Atualmente, a Noruega também investiga empresas que teriam pagado propina a ex-diretores da Petrobras e executivos que manteriam contas no exterior. O presidente Michel temer ( PMDB). todo desconcertado com as críticas da premier, trocou os pés pelas mãos  e se confundiu ao tomar a palavra para seu discurso. Em vez de anunciar sua visita ao Parlamento norueguês e seu encontro com o rei daquele  país, o peemedebista disse que iria ao “Parlamento brasileiro” e falaria com o “Rei da Suécia”. Mesmo com os comentários de Solberg, porém, Temer tentou convencer a Noruega de que o Brasil não passa por uma crise. “As instituições funcionam com regularidade extraordinária e liberdade”, afirmou temer , sem pingo de credibilidade . “A democracia é algo plantado formalmente pela Constituição e praticada na realidade”. ‘Eu reconheço que há uma crise política’, diz Temer na Noruega. No encontro, a premiê também anunciou publicamente a decisão do governo da Noruega de reduzir pela metade os recursos destinados a proteger a floresta amazônica em 2017, para aproximadamente 50 milhões de dólares (167 milhões de reais), devido ao aumento na taxa de desmatamento no Brasil. Temer fora notificado ontem sobre a redução.

Fonte: Veja.com, com informações da  ANSA e Reuters.