quarta-feira, junho 14, 2017

Com luto e pesares...! O Jornalismo brasileiro chora a morte de Jorge Basto

Resultado de imagem para jornalista jorge basto

Hum...! Pesares...! O jornalista Jorge Bastos Moreno, colunista do GLOBO, morreu à 01:00 h desta quarta-feira(14/06), no Rio de Janeiro(RJ), aos 63 anos, de edema agudo de pulmão decorrente de complicações cardiovasculares. Um dos mais respeitados repórteres políticos do Brasil, Moreno nasceu em Cuiabá(MT) e viveu em Brasília(DF),  desde a década de 1970. Há 10 anos morava na Cidade Maravilhosa .Com mais de 40 anos de carreira, Moreno era dono de uma invejável agenda de fontes, que inclui os principais políticos e os grandes nomes do mundo artístico do país. Ele trabalhou no jornal O GLOBO,  por cerca de 35 anos, onde chegou a dirigir a sucursal de Brasília. Seu primeiro grande furo de reportagem foi no "Jornal de Brasília": a nomeação do general João Figueiredo como sucessor do general Ernesto Geisel. Foi apenas o primeiro de grandes furos, conseguidos graças à sua imensa capacidade de conquistar fontes. Sua importância era tamanha que, nos corredores do Congresso Nacional,   enquanto repórteres costumavam chamar "Senador, Senador" ou "Deputado, Deputado", em busca de uma informação, com Moreno era o contrário: ao entrar no Congresso, eram os políticos que o chamavam, "Moreno, Moreno".

Fonte : O Globo