sábado, abril 01, 2017

Tomou se mancol...! Servidor do Ministério Publico potiguar, cai na real e se diz arrependido de tentar matar promotores de Justiça do RN e pede desculpas


z



Hum...! Morde e assopra...! Isso mesmo, o servidor do Ministério Público do Rio Grande do Norte. Guilherme Wanderley Lopes da Silva, de 44 anos, escreveu mais uma carta, obtida com exclusividade pela Tribuna do Norte, onde se diz arrependido de ter atentado contra a vida de 03 membros do Ministério Público potiguar, dentre eles, o Procurador-Geral Rinaldo Reis e seu adjunto, Jovino Pereira. A terceira vítima foi o promotor Wendell Beetoven. Os atingidos pelos disparos de arma de fogo, foram Jovino Pereira e Wendell Beetowen, que ainda se recuperam dos tiros. Em uma nova carta, escrita a punho de dentro de uma das celas do CDP da Ribeira, em Natal(RN), onde está custodiado, desde que se apresentou à polícia, ele detalha como tentou realizar o triplo homicídio, diz que está “muito arrependido” e pede desculpas às vítimas e seus familiares. .