segunda-feira, abril 17, 2017

Gente como a gente...! Principe Harry fez terapia para superar a morte da mãe




Hum...! Gente como a gente...!O tudo de bom.com, Príncipe Harry, mostrando mais uma vez, que é gente como a gente,  contou em entrevista ao jornal britânico "Daily Telegraph" que procurou a terapia para superar a morte da mãe, a saudosa Princesa Diana. Segundo o gato ruivo real , a vida pública e a morte de Lady Di,  tiveram um efeito em sua vida profissional e também em sua saúde mental.  "Eu passei a maior parte da minha vida falando 'Eu estou bem'... E muitos de nós não estão prontos para ir tão fundo assim. Então, hoje eu falo 'Estou ok. Estou um pouco nervoso. Eu estou com um pouco de aperto no peito, mas fora isso está tudo bem", disse ele .  Harry ainda contou que ficou bastante tempo sem comentar com ninguém a dor que sentia pela ausência da mãe. "Eu provavelmente estive perto de um colapso nervoso em várias ocasiões. Perder minha mãe aos 12 anos e desligando minhas emoções pelos últimos 20 anos provocou um efeito sério não apenas em minha vida pessoal, quanto profissional. Por causa do processo pelo qual passei nos últimos dois anos e meio, eu hoje levo meu trabalho e minha vida privada com seriedade; e coloco sangue, suor e lágrimas em coisas que realmente fazem a diferença e que farão a diferença para outras pessoas", acrescentou ele . Em tempo:  A Princesa Diana morreu num acidente de carro em Paris, na França em agosto de 1997, quando Harry tinha 12 anos e o Príncipe William, 15 anos. Hoje com 32 anos, Harry revela ter começado a lidar com a dor da perda apenas aos 28 anos. Ele conta que esteve "à beira de agredir alguém" e que enfrentou grande ansiedade durante compromissos reais. Harry contou que seu irmão, o também tudo de bom.com, Principe William,  foi quem o incentivou a falar sobre seus sentimentos: "Ele dizia: 'isto não está certo, isto não é normal, você precisa falar sobre essas coisas. E então, eu comecei a ter algumas conversas e de repente, toda a tristeza que eu nunca tinha processado começou a aparecer, e eu percebi que tinha realmente um monte de coisas com as quais eu tinha que lidar". Do Blog: A perda da mãe, é uma dor que só sabe que sente e vive o momento, isso não tem idade, todo mundo chora e sofre é coisa do coração.