terça-feira, setembro 06, 2016

Sem briga e nem confusão...! Em Lucrécia/RN, já tá todo mundo eleito, só falta o povo votar.




Hum..! Sem disputa e nem briga...! Se é pra rir ou pra chorar, isso a gente ver depois, mas pelo menos por enquanto Lucrécia(RN), tá dando o que falar. "Se nenhum candidato morrer até o dia da votação, todos seremos eleitos.´ A afirmação é do atual presidente da Câmara Municipal de Lucrécia, Hélio Maia (PR), que, caso realmente não morra até 2 de outubro próximo, será eleito para o seu sétimo mandato de vereador naquela  cidade potiguar, que fica a 346 km de Natal(RN). A certeza da eleição de Hélio Maia, se dá porque Lucrécia(RN),  é a única cidade brasileira,  que neste ano não terá disputa para as cadeiras na Câmara Municipal: são 9 candidatos para as 9 vagas existentes. Além disso, a cidade é uma das 97 do Brasil,  que têm um único candidato a prefeito na eleição de outubro. Lucrécia(RN),  tem quase 4 mil habitantes, dos quais 3.265 são eleitores. Os moradores contam com orgulho que em 1933 o presidente Getúlio Vargas pernoitou naquela oestana potiguar por uma noite . A casa onde Vargas dormiu já não existe mais. O presidente foi ao local para visitar a obra de construção da barragem, que acabou se tornando o único ´ponto turístico´ da cidade. Devido à estiagem que assola o Nordeste brasileiro, já  há 5 anos, a barragem está completamente seca. Lucrécia(RN),  virou município, por decreto, em 1963. Os políticos de Lucrécia(RN) admitem que houve um ´entendimento´em um esforço comum  para que houvesse uma candidatura única para a eleição majoritária. ´Já vínhamos tentando isso há alguns anos. Lucrécia tem situação e oposição fortes e as disputas eleitorais são acirradas. Desta vez, durante mais de um ano, tivemos inúmeras reuniões com a oposição e decidimos que, pelo bem de nossa cidade, teríamos uma chapa única para a eleição majoritária´, afirma o atual prefeito, Walter Araújo (PSB), que vai deixar a prefeitura após 8 anos de mandato. A candidata da chapa única,  é a professora Conceição Duarte (DEM). 

Fonte: G1