quinta-feira, agosto 04, 2016

Coisa de gente grande...! Wilma de Faria fala sobre a violência que assola o RN da capital ao interior



Hum..! Coisa de gente grande...! A ex-governadora potiguar, Wilma de Faria(PT do B),  postou um vídeo na noite de daúultima terça-feira dia  (0/082), em suas mídias sociais, com declaração sobre o crítico momento de violência que assola a capital e cidades do interior do RN, e fala em apoio ao governador Robinson Faria. Eis a mensagem: "Meus amigos, hoje não vamos falar de política. Trago minha palavra sobre a grave crise de violência que estamos vivendo. Nossa cidade,  enfrenta momentos de terror nas últimos horas. População amedrontada e recolhida, transporte público suspenso, ruas esvaziadas, comércio e serviços parados. Ataques a ônibus, a estabelecimentos públicos, a delegacias e até explosões em supermercados. A pergunta que nos fazemos é: como as coisas podem ter chegado a este ponto? Como Natal pode estar nesta escalada de violência, sob ataques inimagináveis comandados por facções criminosas? Facções criminosas? Aqui no nosso Rio Grande do Norte? Quando fui governadora,  Natal foi apontada como a capital mais segura do Brasil por uma pesquisa do IPEA,  publicada pela revista Época e pelo Globo Repórter. Para se ter ideia, a taxa de risco era de 18 homicídios para cada 100 mil habitantes. Nos últimos anos essa taxa saltou para 66. Quase quadruplicou. Um absurdo! Mas hoje não é dia para contestações. Estou mostrando esses dados,  para a gente ter uma referência para buscar entender o que está acontecendo. O momento pede união de esforços. Solidariedade total a quem estiver na missão de enfrentar e resolver esta situação, que é crítica. Com a experiência de quem foi prefeita de Natal e governadora do estado, quero dar minha palavra de apoio ao governador Robinson e às demais autoridades de segurança. O governador tomou a medida acertada ao pedir a presença das forças armadas,  para controlar a situação e devolver a tranquilidade do ir e vir ao natalense e ao norteriograndense. Mas,  não devemos subestimar a situação e nem sossegar,  até que tudo esteja sob controle da lei e das autoridades. Que Deus nos proteja a todos”.

Foto: Reprodução/net