quinta-feira, julho 07, 2016

O futuro já começou...! E o homem do amanhã se constrói assim...



Hum...! O futuro já começou..! Pois é, esse é um tipo de ensinamento pra ser contado sempre ...! Quando soube que o filho Diogo Correa Valongo, de apenas 4 aninhos, tinha empurrado uma coleguinha na escada da escola, a mãe Tavane Correa Carvalho, de 27 anos, logo concluiu que deveria aplicar um castigo que lhe ensinasse sobre a importância de tratar bem as mulheres. A punição resultou em um pedido de desculpas arrependido entregue à colega junto a um vasinho de violetas, escolhido a dedo pelo próprio Diogo. O caso aconteceu na última sexta-feira, dia ( 01/07) em Porto Alegre(RS). A história foi compartilhada no Facebook e em poucas horas o post tomou conta da rede social. Até o final de ontem, tarde desta quarta-feira, dia ( 06/06), a publicação registrava cerca de 40 mil curtidas, quase 7 mil compartilhamentos e cerca de 3.400 comentários elogiando a atitude da mamãe. 

Segundo a mãe, foi a primeira vez que o pequeno Diogo, teve uma atitude agressiva na escola. Ele disse que empurrou a coleguinha do último degrau da escada, pois queria passar, mas se justificou dizendo que o "coraçãozinho estava mal" na hora, mas depois de pedir desculpas "voltou a ficar bom". Mesmo assim, Tavane fez questão de deixar claro que a atitude não deve se repetir. "Eu não sabia o que fazer. Coloquei ele no carro, não falei muito, apenas disse que estava triste. No caminho para casa, fui pensando em qual atitude deveria tomar. Quando chegamos, conversamos e eu fiz questão de salientar que ele não pode bater em menina. Eu fui bem rígida pois não quero que isso aconteça de novo", relembra ela. Depois da conversa, Diogo ficou de castigo até o outro dia pela manhã, quando Tavane resolveu passar no supermercado para comprar as flores, antes de deixá-lo na escola. "Ele me disse que a coleguinha estava triste com ele, então sugeri que ele mesmo escolhesse uma flor bem bonita para dar a ela", conta a mãe. Mesmo não vendo o momento em que o presente foi entregue, ela diz que, segundo a professora, Diogo pediu desculpas e abraçou a coleguinha antes de entregar as flores. O pequeno é filho único e também o único menino da casa, já que Tavane mora com a mãe e mais 3 irmãs no Bairro Agronomia em Porto Alegre(RS) e o marido na Bahia. Por isso a preocupação em mostrar desde cedo o respeito às mulheres. " Tenho certeza que ele aprendeu. Isso ficou marcado para ele, se tu perguntares, quais as coisas que não se deve fazer ele vai responder que uma delas é bater em mulher. É importante deixar claro, pois hoje em dia a gente vê tantos casos de agressão à mulher e eu não aceito isso em hipótese alguma", esclarece ela, dizendo que a atitude também foi elogiada pelo marido".

Fonte: Facebook