sexta-feira, julho 08, 2016

Mais corrupção...!Policia Federal foi as ruas na Caça-Fantasmas em Santos/SP, São Paulo/SP e São Bernardo do Campo/SP




Hum...! Mais corrupção...! A Polícia Federal deflagrou ontem, quinta-feira dia  (07/07),  a segunda operação desta semana ligada à Lava Jato. É a 32ª fase da Lava Jato, denominada Caça-Fantasmas, que investiga instituição financeira panamenha que atuava no Brasil ilegalmente, sem autorização do Banco Central, e comercializava empresas offshore. Entre os clientes da instituição financeira estão investigados na Lava Jato, o que levou a PF a concluir que recursos desviados da Petrobras passaram pela instituição panamenha. Cerca de 60 policiais cumpriram 17 ordens judiciais, 7 conduções coercitivas e 10 mandados de busca e apreensão,  nas cidades de Santos(SP), São Paulo(SP) e São Bernardo do Campo(SP). Funcionando à margem do sistema financeiro nacional, a instituição panamenha oferecia, entre seus serviços, a comercialização de empresas offshore registradas pela panamenha Mossack Fonseca, que já foi alvo da 22ª fase da Lava Jato. A Mossack também está no centro do escândalo mundial Panamá Papers, um esquema de ocultação de recursos usado por centenas de autoridades e celebridades de dezenas de países, revelado este ano por um consórcio internacional de jornalistas. Nesta fase da Lava Jato, a PF apura crimes contra o sistema financeiro nacional, a lavagem de ativos e a formação de organização criminosa internacional. O nome caça-fantasmas foi escolhido por causa do objetivo da operação: revelar a extensão da atuação e a clientela oculta da instituição financeira panamenha. Com informações da Agência Brasil.