segunda-feira, julho 04, 2016

Jeito de ser...! Rafael Infante, dispara : "Aprendi a ser mais humilde com a terapia"


Rafael Infante (Foto: Marcelo Corrêa/ Ed. Globo)

Hum...! Mais gente...! Conhecido pelos vídeos engraçados e polômicos no mumoristico, do Porta dos Fundos, o ator e humorista, tudo de bom.com Rafael Infante, que agora vai dar pinta no Vai que Cola, do Canal  Multishow, confessa que sentiu um frio na barriga quando decidiu deixar o canal de internet. Casado com a atriz Tatiane Novais,  ele conta como é ser pai da pequena Lara, de apenas 3 meses, que mudou sua vida.

Rafael Infante (Foto: Marcelo Corrêa/ Ed. Globo)

1. É pai coruja
“Minha maior surpresa com a Lara foi o tamanho do amor que sinto. Sou paizão, troco fralda e coloco para arrotar. Com a paternidade, descobri um olhar diferente para minha mulher, é uma parceria que solidifica o casamento. Queremos ter outro filho logo e também adotar uma criança.”

2. É chamado de Deus na rua
“Por causa do vídeo Deus, do Porta dos Fundos, de 2013, no qual eu fazia o papel de Deus, até hoje sou chamado assim na rua. Isso acontece até nos lugares mais bizarros. Há algum tempo eu estava em uma cachoeira em Mauá (distrito de Resende, no sul fluminense), duas horas de trilha, em conexão com a natureza. De repente veio um grupo de adolescentes e gritou: ‘Deus!’. A vantagem da internet é que estou sempre no ar.”.

3. Faz análise
“Minha irmã, Carolina, é psicanalista. Minha mãe, Márcia, é psicóloga, e meu pai, Marcelo, era psiquiatra. Pensei em seguir esse caminho, mas o trabalho de ator permite que se investigue o comportamento humano. Faço análise freudiana com lacaniana e acredito que aprendi a ser mais humilde com a terapia.” 

4. Estudou acupuntura
“Me interessei como paciente, quando me tratei de dores nas costas. A gente tem preconceito com a medicina oriental, mas me apaixonei e estudei em uma escola, aprendendo os pontos energéticos, os chakras. Tenho meu kit de agulhas, meu incenso e faço uma limpeza no ambiente antes de começar a aplicar, tanto em mim quanto em amigos.”

5. Já foi nadador federado
“Fui atleta federado de natação pelo Flamengo, e os nados de peito e crawl eram os meus melhores. Viajava para competições, e ganhei algumas medalhas. Curtia muito, mas não queria seguir vida de atleta. Quando vi que estava ficando sério demais, resolvi parar, aos 14 anos.”

6. Sentiu um frio na barriga ao deixar o Porta dos Fundos
“Fiquei no Porta por quatro anos, até o final de 2015. Na época em que entrei no grupo, ninguém tinha noção do sucesso que ia ser, foi acontecendo. Aprendi muito com eles. Minha saída foi planejada, mas deu um frio na barriga! Era um trabalho estável, minha mulher estava grávida e eu não tinha como prever que ia entrar no Vai que Cola. Eu queria fazer outras coisas, mas mantendo o fluxo de internet, que para mim é o presente, o passado e o futuro.”

7. É louco por farofa na comida
“Gosto de comer bem. Sempre peço dicas para conhecer a culinária típica quando viajo com meu espetáculo, Infantaria (atualmente em cartaz no teatro Fashion Mall, em São Conrado, no Rio). Mas o que gosto mesmo é de farofa! Ponho farofa em tudo, do feijão ao arroz. Isso é algo que me lembra a infância. Farofa, macarrão e saladinha de batata com maionese é algo perfeito.”


Quem acontece.