quinta-feira, julho 28, 2016

Falando sobre...! Ex-diretor diz que o Hospital Walfredo Gurgel, é palco de horrores



Hum...! Falando sobre...!O Ex-diretor do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal(RN), o médico plantonista Sebastião Paulino,  escreveu mais uma vez sobre os gravíssimos problemas ocorridos na unidade hospitalar e expõe suas angústias diante do cenário de horrores que presencia diariamente. Eis a mensagem:


"Walfredo Gurgel:  O drama do minuto seguinte"  

"Palco hediondo dos experimentos gerenciais e gigante indômito que não sucumbe às tempestades. Guardião soberano das noites tórridas de horror, será sempre o cenário dantesco das convulsões sociais. A jornada laboriosa de quem se propõe a estancar o sangramento de seus semelhantes, no comum das vezes, tropeça em artefatos paridos pelo “poder”. São as greves infindas; a tortura dos serviçais em busca de alimento; a moeda de troca que já é arremessada com atraso; é a incerteza da sobrevivência no dia seguinte. É a desassistência aos que assistem, encrespando a assistência dos desafortunados pelos graves agravos à saúde. A panacéia que dá suporte à vida insiste em se fartar de lacunas… falta a pílula e os injetáveis; faltam ingredientes de imperiosa necessidade… falta até segurança.  O que não sucumbe jamais, além da malfadada orquestra composta por sirenes, é a cadência desafinada composta pelos acordes seguintes: dor, gemido e ranger de dentes. Portas e equipamentos de Unidades Hospitalares,  transformam-se em armas nas mãos dos atores de crimes de toda estirpe. Quando descobrirem que ainda não há segurança, vão invadir o referido palco para levar a termo o que foi iniciado em via pública. O *Inferno de Dante* é o cenário de cada plantão. Banho de sangue,  é a tônica do cotidiano. Servidores da saúde sobrevivem em uma terra sem lei. O Ordenamento Jurídico por aqui ainda não é conhecido. É preciso muito sangue frio, destemor e amor ao próximo. Quem não tiver a estrutura emocional acima, sucumbirá. Aos míseros responsáveis: cuidem para preservar a integridade e a vida de tantos serviçais… muitos são pais e mães de família; o único meio de subsistência. *Rogo a Deus para não ser vítima*".

Sebastião Paulino da Costa
Médico – CRM 2.495
Advogado – OAB/RN 2.994

Fotos: ilustrativa/reprodução/net